SOBRE AS CARTAS

“Ó tu, sábio dervixe cujo espírito inquisitivo brilha de tantos conhecimentos, escuta o que vou te dizer” Usbek a Hassein em Cartas Persas – Montesquieu

 

As cartas tupiniquins são inspiradas nas Cartas persas de Montesquieu. Diz-se por aí que os honoríficos registros do francês renderam até umas versões peruanas, dignas de elogio do próprio barão. (Veja só! Nisto nos superam!) Talvez o garbo dos nossos vizinhos só não esteja tão reluzente porque as cartas peruanas saíram de um punho europeu, mas vá lá…

Copiando os trejeitos das Cartas persas, as cartas tupiniquins fiam e desfiam a política, a economia, os tratos da aristocracia e o cinismo dos transgressores. Mas não se contentam com isso; querem mais. Serão descorteses com as carolas de moral cínica, não poupando nem as contas espremidas dos seus rosários; com os censores de discernimento embriagado e suas taças transbordantes de ignorância; domarão as megalomanias trôpegas dos arrogantes e suas tolices sem cabresto. Nisso tudo parecem ambiciosas, é bem verdade, mas estas cartas são, antes de tudo, umas iludidas sonhadoras, que anseiam trazer sóbria consciência ao mar dos grilhões. Estão longe da elegância das letras francesas, mas cumprirão suas missões ao nosso modo, um modo bem tupiniquim.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: