Arquivo | Outubro, 2012

Liberdade de opinião, a falsa rainha

5 Out

“Sou politicamente incorreto.” Entre imperiosas aspas, lê-se aqui um dos mantras mais entoados recentemente, nesses tempos em que transgredir o  fabuloso politicamente correto (coisa que ninguém sabe o que é) torna-se pretexto para violar os direitos alheios. Piadas ofensivas contra negros deixam de ser manifestações de racismo. Continuar a ler

Procissão (Gazeta do Ezaú)

3 Out

“Escrevo hoje para este respeitável folhetim dos interiores. Com resistência, digo já, porque em tempos presentes não há prelo nem penas. Tão modernas caminham as coisas que penso ser possível que me leiam até no Recife e no Porto. Quando veio ter comigo o afável Dr. Raviel, dono do Folhetim dos Mirantes que cai agora aos teus olhos, pouco entendi da oferta de escrever para sua publicação honrável. A despeito dos desentendimentos, tratei de aceitar, pois antes de tudo e de nada o tenho em farta estima, e continuando, porque as mais dignas oportunidades são as escassas, que não se dão à arraia-miúda.  Continuar a ler

O Náufrago (charge)

2 Out

Nesse post você pode apreciar uma charge do Tacho. Ótima crítica contra o comodismo do eleitorado brasileiro.

Até no Brasil…

2 Out

Ontem foi deflagrado o ápice do grande concerto brasiliense, no qual o tenor deslumbra a platéia, ou melhor, a plateia (bendita reforma) com seus reverenciáveis traquejos vocais. A cúpula do Mensalão está no banco dos réus. Continuar a ler

Tolerando a intolerância

1 Out

Tive o recente desprazer de assistir, em vídeo, ao discurso de um falecido político gay. Discurso velho, já cheio de mofos, mas só o conheci agora. Deixo de lado a cerimônia dos dissimulados e cito o nome do referido: Clodovil Hernandes Continuar a ler